LisGonçalves_anamorais-3.jpg

"À CONVERSA COM" Lis Gonçalves PARA O P3

❖  A segunda crónica saiu a dia 13 de Dezembro de 2014 e tive a oportunidade de apresentar a Lis Gonçalves e a sua arte com uma pitada de histórias de infância ler aqui também   Numa manhã solarenga datada de Abril de 2013 decidi explorar o Mercado da Ribeira. Para além de encontrar o que esperava de um ambiente de mercado, lembro-me de me ter surpreendido por encontrar também muita gente que continua a lutar pela cultura e pela criatividade em Portugal.

lightravellers.jpg

"À CONVERSA COM" os Light Travelers para o P3

Quem acompanha o meu blog conhece a minha rubrica "À CONVERSA COM", da qual muito me orgulho – uma rubrica num tom informal, com audio, que criei para dar a conhecer pessoas que, tal como eu, se dedicam a mais do que um ofício e/ou têm projetos originais, fundados e mantidos com muito esforço e sacrifício. Mais do que isso, é uma rubrica que sempre me permitiu divulgar os meus amigos, divulgar a minha verdadeira inspiração e fonte de força e perseverança.

_MG_8987-cópiablog.jpg

[:pt].A ANITA GERADORA.[:]

[:pt] 1 | APRESENTAÇÃO |  LINK Domingo, 7 de Setembro, 2014 Bom dia,  o meu nome é Ana Morais, mas a maioria chama-me Anita e alguns acrescentam: dos 7 Ofícios.  Hoje sou a vossa anfitriã nesta casa, sejam bem-vindos! “É uma casa portuguesa com certeza.” Sou essencialmente uma curiosa, por isso hoje vamos brincar ao perguntas e respostas.

_MG_5967lara.jpg

“Make it Happen!” – Garagem das Artes – Fusing Culture Experience 2014

foi assim que aconteceu, para mim Cheguei já no segundo dia, e ainda que o festival tivesse começado só no dia anterior, a equipa da Garagem das Artes já estava a trabalhar “em campo” há mais de uma semana para a montagem e organização de 3 dias cheios de arte e cultura.  Quando a Lara me ligou a convidar para fazer parte desta secção dedicada às Artes, sob a coordenação geral dela, fiquei deveras honrada e imensamente agradecida, não só por ser parte de um cartaz num festival, mas principalmente por fazer parte de um dos projectos da sua curadoria.

gabriela1web.jpg

“Só sei contar a história da falta que me fazes” – ENSAIO FOTOGRÁFICO

A serenidade da tua luz e o movimento dos teus cabelos ficaram marcados na minha memória – começou ele a deambular em descrições – o teu cheiro envolvido em maresia inesquecível ao meu olfacto, e o teu olhar constelado cravado em mim.    És a novela da minha vida, com direito a um todo lamechas e dramático que assumo no desespero de quem já te perdeu.

header4.jpg

Revista Gerador: foi assim que aconteceu para mim!

    Descobri esta publicação através de amigos que foram intervenientes diretos na primeira edição e, como manda a etiqueta, ajudaram na divulgação. Despertou a minha curiosidade, não só para ler/ver os conteúdos, mas também pela sua imagem e conceito – promover autores geradores de cultura portuguesa.  O entusiasmo por esta revista parte muito por eu própria apoiar este conceito, não tivesse o meu blog o mesmo ideal (ainda que dentro de um circuito mais pessoal).

_MG_5509+copy.jpg

“À CONVERSA COM…” Catarina Campino e THE RADIOTRON

Catarina Campino: I Had a Dream and now, I am living it! “I have forced to contradict myself in order to avoid conforming to my own taste.” Marcel Duchamp (todas as fotos são de minha autoria salvo quando mencionado o contrário) Devo confessar que esta foi das entrevistas mais complicadas que fiz até hoje e sinto-me agora orgulhosa de a poder partilhar com todos.

IMG_1864web.jpg

Aquele dia!

Portugal, Nazaré 28 de Junho 2014 E naquele dia, mesmo cheia de dúvidas, decidi ir. Meti-me no carro de um desconhecido e fui. Com tantos eventos em Lisboa para fotografar tinha de estabelecer prioridades, e mesmo não sabendo o que mudou as minhas, ainda bem que decidi ir. Paramos nas Caldas da Rainha e a dois que já vinham de Lisboa juntaram-se mais dois, e todos tão diferentes fomos cheios das mesmas dúvidas e curiosidade até a Nazaré.

_MG_2324+copy.jpg

Irlanda, Dublin MAIO 2014

…Maio Apressado, Parte II Dia 2 de Maio embarquei para uma viagem de duas semanas dedicadas a mim mesma e à fotografia. Com uma mala de mão, máquina fotográfica, lentes, baterias e cartões, mandei-me à aventura (sozinha como tem sido hábito). Primeira paragem, primeira semana: Irlanda – Dublin. Bem-vindos  Quando passamos anos habituados a ter perto de nós aquela pessoa a quem tanto dizemos as maiores verdades como as maiores barbaridades, e essa pessoa de repente vai viver para quilómetros de distância, as viagens passam a ser parte integrante da nossa vida.